quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

LEMBRANÇAS


CALMO,NO CÉU IMÓVEL,
VAI LEVE UM VOO DE NUVENS.
LARGAS SOMBRAS BENIGNAS
QUE AMPARAM A DUREZA
DE UM DESESPERO LÂNGUIDO.
AJUNTAM-SE,CONFUNDEM-SE,
JÁ SE PERDEM E NASCEM
OUTRAS NOVAS,E PASSAM.
E SOMENTE UMA LÁGRIMA
EMBAÇA ESTE CÉU LÚCIDO
DE OLHOS SEMPRE EXPECTANTES.
NUVENS,LÁGRIMAS,BEIJOS!
NO DESERTO DOS DIAS,
FRACO ABRIGO,LEMBRANÇAS.


NARCÍS COMADIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário