Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

Adiante...trocando estação...

VOÁ BORBOLETA - SARA TAVARES

Voá borboleta, abri bôs asas e voá

Bem trazêm quel morabeza
Quand m'oiábô
Bô ca têm ninhum tristeza
Mesmo si bô ta morrê manhã
Dor ca ta existi pa quem voá

Borboleta, borboleta
Abri bôs asas e voá, mesmo se vida bai amanhã
Borboleta...
Se um prende vivê ess vida
Cada dia voá

É um mensagem pa tude gente
Qui tá sobrevivê, tude alguêm sim força pá voá pa vivê
Lá na mei de escuridão,
No podê encontra razão
Só no credita
No podê voá

Borboleta, borboleta
Abri bôs asas e voá
Mesmo se vida bai amanhã
Borboleta
No podê vivê nos vida
Cada dia voá´

SONETO

PASA QUE LA IDEA AZUL DO VAN LAS BANDOLINAS
SÉ QUE PENSAR Y HACER Y BREGAR Y SOÑAR,
Y SALPICANDO CON LAS ESPUMAS DEL MAR
DE TEMPESTADES INFERNALES Y DIVINAS.
DE MI TRISTE CORONA, CUÁNTAS SON LAS ESPINAS?
PUES UNA A UNA APENAS ME LAS PUEDO ARRANCAR.
RECUERDAS MIS CONFIANZAS, PUES LAS RUGES, OH MAR!
Y RECUERDAS MIS PENAS, RUISEÑOR, PUES LAS TRINAS!
VOZ DE FUERZA O DULZURA EN LA GLORIA DEL DÍA,
BAJO LOS VASTOS CIELOS, SOBRE LOS OCEANOS,
INCLINEMOS LA FRENTE ANTE LA POESÍA.
DEJÉMONOS DE PALABRAS Y DE GESTOS VANOS,
Y PUESTO QUE EL INSTANTE ES BUENO TODAVÍA,
LEVANTEMOS LOS OJOS Y JUNTEMOS LAS MANOS.


RUBÉN DARÍO

OBRAS COMPLETAS - POESIAS

O PÁSSARO

O PÁSSARO VÔA
SUAS ASAS A SOLTAR
POR CAMINHOS LINDOS
ELE VAI ME LEVAR
VAI ME MOSTRAR
LÁ BEM DE PERTO
O GRANDE SOL A BRILHAR
NESTE GRANDE SONHO
EU QUERO VOLTAR
E VER COMO É LINDO
VOAR, VOAR, VOAR...


CARLA CABRAL LENA SOUTO

FOTO COMPARTILHADA PELO MEU AMIGO RAFAEL!

COLORIR PAPEL - VIA CIRCULAR

É um vento que passa e que leva
Raia o brilho de cor amarela
Planta o pé no chão
O amor dando volta na terra
Arco íris de luz aquarela
Banda coraçãoVamos ver o pôr do sol
Me dê a mão
Uma estrela só
Não é constelação
Sem destino vamos juntos
Passear feito nuvens no céu
Derramar a tinta colorir papelÉ um vento que passa e que leva
Raia o brilho de cor amarela
Planta o pé no chão
O amor dando volta na terra
Arco íris de luz aquarela
Banda coraçãoVamos ver o pôr do sol
Me dê a mão
Uma estrela só
Não é constelação
Sem destino vamos juntos
Passear feito nuvens no céu
Derramar a tinta colorir papelE amanhecer nós dois
Perfume, bem me quer
Tem biscoito, queijo, bolo
Leite no café

REALISMO...

NÃO CREIO, NEM DESCREIO. SIMPLESMENTE
ENCARO SEM RANCOR AS TEORIAS,
PARTIDOS, RELIGIÕES, QUE TANTA GENTE
ATACA COM A MAIOR DAS ENERGIAS...

NÃO NEGO; E SÓ AFIRMO RARAMENTE!
POIS, MUITAS VEZES, AO CORRER DOS DIAS,
O QUE SE DIZ AGORA FIRMEMENTE,
AMANHÃ SÃO ENGANOS... UTOPIAS...

NÃO FAÇO O MAL E QUASE POUCO O BEM!
- E JÁ SERIA BEM MELHOR O MUNDO,
SE NÃO HOUVESSE O MAL QUE O MUNDO TEM!

NÃO SOU ALEGRE... MAS NÃO SOU TRISTONHO!
E, SENDO UM REALISTA TÃO PROFUNDO,
AMO E SOLUÇO E FAÇO VERSO E SONHO!



LUIZ OTÁVIO

OFICINA RECONSTRUINDO RECEBE DOAÇÃO DE LIVROS DE MARIA IVA PIÚMA, UMA ATITUDE QUE FAZ O PROJETO CONSTRUIR NOVAS HISTÓRIAS. OBRIGADO!

TEM CUIDADO, CORAÇÃO...

CUIDADO, CORAÇÃO, MUITO CUIDADO!
PROVA O AMOR, BEM AOS POUCOS, DEVAGAR!
TAL COMO O VINHO, O AMOR FALSIFICADO,
MESMO ASSIM, BEM NOS PODE EMBRIAGAR...

E, QUANDO O AMOR NOS SENTE EMBEBEDADO,
COM REQUINTES NOS PASSA A ESCRAVIZAR...
EM TUDO SÓ SE VÊ O BEM-AMADO!
E A ÊLE NÓS ERGUEMOS UM ALTAR!

PORTANTO, TEM CUIDADO, CORAÇÃO!
E PROVA O TEU AMOR DEVAGARINHO
VENDO ASSIM SE É LEGÍTIMO OU SE NÃO...

MAS, QUANDO DESCOBRIR TUA RAZÃO
QUE TENS CONTIGO O MAIS PERFEITO VINHO,
EMBRIAGA-TE DE TODO, CORAÇÃO!...


OBRA: MEU SONHO ENCANTADOR
AUTOR: LUIZ OTÁVIO

AS PRIMAVERAS

A TERRA DE AROMAS CHEIA,
AS ONDAS BEIJANDO A AREIA
E A LUA BEIJANDO O MAR!

OH! DIAS DA MINHA INFANCIA!
OH! MEU CÉO DE PRIMAVERA!
QUE DOCE A VIDA NÃO ERA
NESSA RISONHA MANHÃ!
EM VEZ DAS MÁGOAS DE AGORA,
EU TINHA N´ESSAS DELICIAS
E BEIJOS DE MINHA IRMÃ!

LIVRE FILHO DAS MONTANHAS,
EU IA BEM SATISFEITO,
DA CAMISA ABERTO O PEITO,
-PÉS DESCALÇOS,BRAÇOS NÚS-
CORRENDO PELAS CAMPINAS
A´ RODA DAS CACHOEIRAS,
ATRAZ DAS AZAS LIGEIRAS
DAS BORBOLETAS AZUES!

N´AQUELLES TEMPOS DITOSOS
IA COLHER AS PITANGAS,
TREPAVA A TIRAR AS MANGAS,
BRINCAVA Á BEIRA DO MAR;
RESAVA ÁS AVES-MARIAS,
ACHAVA O CÉO SEMPRE LINDO,
ADORMECIA SORRINDO
E DESPERTAVA A CANTAR!



ESTE POEMA FOI ORIGINALMENTE POSTADO
DE: CASIMIRO DE ABREU
OBRA: AS PRIMAVERAS
COLLECÇÃO BENJAMIM COSTALLAT
RIO-1932

ARROZ DE CARRETEIRO

Autoria: Jayme Caetano Braun
Nobre cardápio crioulo das primitivas jornadas, Nascido nas carreteadas do Rio Grande abarbarado, Por certo nisso inspirado, o xiru velho campeiro Te batizou de "Carreteiro", meu velho arroz com guisado.
Não tem mistério o feitio dessa iguaria bagual, É xarque - arroz - graxa - sal É água pura em quantidade. Meta fogo de verdade na panela cascurrenta. Alho - cebola ou pimenta, isso conforme a vontade.
Não tem luxo - é tudo simples, pra fazer um carreiteiro. Se fica algum "marinheiro" de vereda vem à tona. Bote - se houver - manjerona, que dá um gostito melhor Tapiando o amargo do suor que - às vezes, vem da carona.
Pois em cima desse traste de uso tão abarbarado, É onde se corta o guisado ligeirito - com destreza. Prato rude - com certeza, mas quando ferve em voz rouca Deixa com água na boca a mais dengosa princesa.
Ah! Que saudades eu tenho dos tempos em que tropeava Quando de volta me apeava num fogão rumbeando o cheiro E por ali - tarimbeiro, cansado de bat…

PAJADA À MULHER

Composição: Jadir Oliveira / Paulo De Freitas Mendonça
Abro minh'alma cativa Que amanheceu orvalhada Querendo ser libertada Por esta musa nativa Deusa guardiã primitiva Do segredo mais fecundo Com sentimento profundo Conforme o tema requer Vamos pajar à mulher Progenitora do mundo
Este princípio que fitas Num horizonte de sonho A ele eu me proponho Pois há rimas infinitas Com atitudes bonitas Tem a mulher, com certeza, Meiguice, amor, firmeza E um dom de protetora Seja santa ou pecadora Transcende a própria beleza
Antes mesmo de ser gente Somos dependentes dela E quando abrimos a goela Para este mundo vivente É ela quem faz a frente Para apontar o caminho É tão grande o seu carinho Seu seio, tão importante, Como quem diz “segue adiante Que eu não te deixo sozinho”
Desde a mãe, primeiro amor, A mulher está presente No coração inocente Que desabrocha qual flor Depois quando sonhador A professora primeira, A namorada trigueira Que pra vida dá sentido E quando amadurecido, Os braços da companheira
Quantos poetas e cantores …

ORAÇÃO AO TEMPO - COMPOSTA POR CAETANO VELOSO

És um senhor tão bonitoQuanto a cara do meu filhoTempo tempo tempo tempoVou te fazer um pedidoTempo tempo tempo tempo…Compositor de destinosTambor de todos os rítmosTempo tempo tempo tempoEntro num acordo contigoTempo tempo tempo tempo…Por seres tão inventivoE pareceres contínuoTempo tempo tempo tempoÉs um dos deuses mais lindosTempo tempo tempo tempo…Que sejas ainda mais vivoNo som do meu estribilhoTempo tempo tempo tempoOuve bem o que te digoTempo tempo tempo tempo…Peço-te o prazer legítimoE o movimento precisoTempo tempo tempo tempo

TÚNEL DO TEMPO

Aonde ir?Talvez por aíSeguir o rumo sem ventoTalvez entrar no túnel do tempoOnde os meus olhos ainda não tinham tristezasE meu rosto sujo de poeiraEra tocado pela sombra da mangueiraBem perto da rua e de frente para as palmeirasTalvez entrar no túnel do tempoLá onde minha escola ficava,depois da bombaPerto do antigo mosteiroE a melhor hora era a hora do recreioOu a aula vaga da professora que não veioTalvez no tempo do pique bandeiraNo tempo que olhar nos olhosE pegar na mãoDa menina tímida que sorriaEra tudo que se podiaTalvez naquela noite de chuvaLá no canto do pensamentoOnde ficava deitado ouvindo a música de amorNo pequeno rádio de pilha que ficavaJunto ao ouvido,em cima do travesseiroOlhando a chuva na janelaSonhando com um amor verdadeiroUm amor que pudesse amar sem receioNão apenas um sentimento passageiroTalvez caminhar pela cidadeSentindo os pingos da chuvaQue atravessaram o tempo

FORMATURA DOS ALUNOS DO PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO

A PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARÃO ATRAVÉS DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO REALIZOU NO DIA 16 DE SETEMBRO A FORMATURA DA 2º TURMA DO PROGRAMA ,27 ALUNOS RECEBERAM O CERTIFICADO DO CURSO DE ALFABETIZAÇÃO PROMOVIDO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC) E DESENVOLVIDO PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO.O PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO ESTA REALIZANDO NOVOS CADASTROS PARA OS ALUNOS INTERESSADOS ,SENDO QUE DEVEM PROCURAR A PROFESSORA ALFABETIZADORA DE SEU BAIRRO OU ENTRAR EM CONTATO COM A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE NOSSA CIDADE.

PEÑAROL - COMPOSIÇÃO: MAURO FERREIRA / LUIZ CARLOS BORGES

Quem é de Lavras se lembra do meu galgo PeñarolBaio, brasino, bragado, olhos gateados de solQuando meu galgo arrancava com o lombo que era um anzolBicho que fizesse rastro saía do campo vastoPro dente do PeñarolMe regalou Gim Pinheiro de lá de TacuarembóEra um filhote franzino, magrinho que dava dóQuem ia dizer que aquilo fosse empurrar mocotóGanhar dezoito carreiras e os galgos desta fronteiraEntupir os olhos de póLebrinha de pêlo fino, sorrito do pêlo grossoDepois de ele botar o olho não tinha muito retoçoCruzava dos outros galgos que nem dos cachorros "grosso"Quadrava o corpo pra o lado, cortava de atravessadoE grudava atrás do pescoçoUm dia o Cássio Bonotto, proseando e tomando um tragoMe contou de um sorro baio que havia lá por SantiagoCorria mais que os cachorros, vivia fazendo estragoDe tanto comer cordeiro já nem botavam carneiroNas ovelhas deste pagoEu disse pra este amigo: mês que vem vou na tua casaMe espera com uma de vinho e um chibo em cima da brasaO Peñarol va…

QUANDO GIRA O MUNDO - FABIO JR

Tudo, tudoPode acontecerFeche os olhosSolte o seu prazerQuando o sonho trazA vida traz...Tudo, tudoPode o amor ganharPasse o tempoPasse o que passarA noite vemO dia vai...Quando gira o mundoE alguém chega ao fundoDe um ser humanoHá uma estrêla soltaPelo céu da bôcaSe alguém dizTe amo!E uma esperançaDesce juntoCom a madrugadaComo o sol surgindoCada vez mais lindoPela nossa estrada...(2x)Esqueça entãoO "não" e o "talvez"Diga: "sim"Esta é a sua vezÉ o seu amorQue vai chegar...Quando gira o mundoE alguém chega ao fundoDe um ser humano

A QUEM POSSA INTERESSAR ( NON DUCOR DUCO ) KAMAU

Essa é pra você que acorda cedo sem medo, sem receiode reclamação de patrão, de busão cheiosei que não é o trampo que ce sempre quismas ter o seu, sem pedir, já te faz felizentão vai reclamar de quê? pra quê? pra quem?não tem tudo que ama, mas ama tudo que temsabem bem o valor, o calor do suornão esbanja mas quando pode tem do melhore o pior, é o olho de linguarudoque fala como se tudo viesse de mão beijadamas deixe estar que esses a vida ensinasegue sua rotina, já que não deve nada pra ninguémque Deus ajude quem corre atrásnão quem fala que faz, quem faz acontecerfaz por merecer a saúde e o lazermó prazer em fazer esse som pra você, entãoessa é pra você, que fazpor merecer, vocêque corre atrás, que fazsem se perder, vocêque faz valer a intenção da cançãopra você, pra você, pra você...Essa é pra você que escutava, prestava atençãoem casa sempre estudava, sempre entregava a liçãoseu pai achava que não era mais que a obrigaçãomas sua mãe tinha orgulho de ter um filho tão espertodia de p…