quarta-feira, 20 de abril de 2011


PÁSCOA É RENASCER!!!
É DESPERTAR,
COMPREENDER,
PERDOAR,
PLANTAR,
È COMEÇAR UM NOVO CAMINHO
...COM MUITO AMOR
FELIZ PÁSCOA AMIGOS ADORO VOCÊS !!!


SILVIA HELENA CALCAGNO

domingo, 17 de abril de 2011

Posted by Picasa

INFÂNCIA


MEU PAI MONTAVA A CAVALO,IA PARA O CAMPO.
MINHA MÃE FICAVA SENTADA COSENDO.
MEU IRMÃO PEQUENO DORMIA.
EU SOZINHO MENINO ENTRE MANGUEIRAS
LIA A HISTÓRIA DE ROBINSON CRUSOÉ.
COMPRIDA HISTÓRIA QUE NÃO ACABA MAIS.

NO MEIO DIA BRANCO DE LUZ UMA VOZ QUE APRENDEU
A NINAR NOS LONGES DA SENZALA
E NUNCA SE ESQUECEU CHAMAVA PARA O
CAFÉ
CAFÉ PRETO QUE NEM A PRETA VELHA
CAFÉ GOSTOSO
CAFÉ BOM.
MINHA MÃE FICAVA SENTADA COSENDO
OLHANDO PRA MIM:
_PSIU...NÃO ACORDE O MENINO.
PARA O BERÇO ONDE POUSOU UM MOSQUITO.
E DAVA UM SUSPIRO...QUE FUNDO!

LÁ LONGE MEU PAI CAMPEAVA
NO MATO SEM FIM DA FAZENDA.
E EU NÃO SABIA QUE MINHA HISTÓRIA
ERA MAIS BONITA QUE A DE ROBINSON CRUSOÉ.(ANDRADE,2007,P.17)

quinta-feira, 14 de abril de 2011

MARIA,MARIA. MILTON NASCIMENTO


Maria, Maria
É um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer
Do planeta

Maria, Maria
É o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que rí
Quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria...

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Hei! Hei! Hei! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê!...

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria...

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho, sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida

Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
Hei! Hei! Hei! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
Lá Lá Lá Lerererê Lerererê!

sábado, 9 de abril de 2011






O AMOR

O AMOR,QUANDO SE REVELA,
NÃO SE SABE REVELAR,
SABE BEM OLHAR PRA ELA,
MAS NÃO LHE SABE FALAR.

QUEM QUER DIZER O QUE SENTE
NÃO SABE O QUE HÁ DE DIZER,
FALA:PARECE QUE MENTE
CALA:PARECE ESQUECER

AH,MAS SE ELA ADIVINHASSE,
SE PUDESSE OUVIR O OLHAR
E SE UM OLHAR LHE BASTASSE
PRA SABER QUE A ESTÃO A AMAR!

MAS QUEM SENTE MUITO CALA,
QUEM QUER DIZER QUANTO SENTE
FICA SEM ALMA NEM FALA,
FICA SÓ,INTEIRAMENTE!

MAS SE ISTO PUDER CONTAR-LHE
O QUE NÃO LHE OUSO CONTAR,
JÁ NÃO TEREI QUE FALAR-LHE
PORQUE LHE ESTOU A FALAR...


FERNANDO PESSOA

terça-feira, 5 de abril de 2011

VERTE REÍR

NO SE SI ESCUCHÁS
O QUIZÁS YA NO SIRVE DE NADA
SÓLO MURMURÁS
SÓLO ME DAS VUELTA LA CARA
AYER NOMÁS
TU SOL ME ENTUSIASMABA
NO LLORABAS POR MÍ
NO LLORABAS POR NADA
DEJASTE QUE EL DOLOR
TE CURTIERA LA PIEL
OJALÁ NO SEA TARDE
PARA VOLVER A NACER
PARA PODER LEVANTARTE
ME ENCANTARÍA
QUE ESTUVIERAS DORMIDA
QUE ESTUVIERAS DORMIDA
ME ENCANTARÍA
VOLVER A VERTE REÍR
COMO ME GUSTA VERTE REÍR...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

AFINIDADE ...( ARTHUR DA TÁVOLA )


A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
É o mais independente.

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade,
qualquer reencontro retoma a relação,
o diálogo, a conversa,
o afeto no exato ponto em que foi interrompido

Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe
não precisa de códigos verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece
depois que as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar a um não afim,
sai simples e claro diante de alguém com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido
a respeito dos mesmos fatos que impressionam,
comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento.

Afinidade é sentir com, nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar
o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando é falar,
jamais explicar: apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades exercidas
quanto das impossibilidade vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou
sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro
sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.

domingo, 3 de abril de 2011

MOMENTOS DA OFICINA !


LÍNGUA


GOSTA DE SENTIR A MINHA LÍNGUA ROÇAR
A LÍNGUA DE LUÍS DE CAMÕES
GOSTO DE SER E DE ESTAR
E QUERO ME DEDICAR A CRIAR CONFUSÕES DE PROSÓDIA
E UMA PROFUSÃO DE PARÓDIAS
QUE ENCURTEM DORES
E FURTEM CORES COMO CAMALEÕES
GOSTO DO PESSOA NA PESSOA
DA ROSA NO ROSA
E SEI QUE A POESIA ESTÁ PARA A PROSA
ASSIM COMO O AMOR ESTÁ PARA A AMIZADE
E QUEM HÁ DE NEGAR QUE ESTA LHE É SUPERIOR?
E DEIXE OS PORTUGAIS MORREREM Á MÍNGUA
"MINHA PÁTRIA É MINHA LÍNGUA"
-FALA MANGUEIRA!FALA!
FLOR DO LÁCIO SAMBÓDROMO
LUSAMÉRICA LATIM EM PÓ
O QUE QUER
O QUE PODE
ESTA LÍNGUA?



CAETANO VELOSO