Seguidores

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

HOJE EU SENTI A MAGIA DA VIDA

Quando pensei que nada me surpreendia
Algo em mim mudou, transformou, mudou
Um leve despertar para a vida, florindo
Vi um mundo de amor, lindo, desabrochando
Estava a beira da praia, observando
A água transparente, fresca e leve
Molhando os meus pés, refrescando
Senti o frio e ao mesmo tempo o prazer
Do calor que sentia pelo sol forte
Era algo indescritível, belo, forte
Parei os meus pensamentos
Observando a belas montanhas
Do outro lado do rio onde desagua
O grande mar, água meio salgada e doce
O azul forte e verde a contrastar
O vento, acariciando o meu rosto, suavemente
Como um belo lamento de amor ausente
Via os peixinhos nadando livremente
Transparentes como a agua que os acolhia
No meio das algas e dos rochedos
As lindas gaivotas descansando
Perto via as crianças brincando felizes
Os mais velhos estendidos na areias finas
Descansando os ossos e a subtil preguiça
Confesso que encantador o quadro que vi
Sentei nas pedras do rio e meio mar
Sonhando nas nuvens ao sabor do tempo
Imaginei qual seria o belo momento
Com aquele que mais amava ali
Parado no tempo da minha idade
Nos sonhos voei a anos atrás
Tentando recordar os tempos que vivi
Nada e nem ninguém podia ocupar
Aquele belo momento de amor
Que a vida me fez sentir e viver
Por mais que me custe acreditar
Mesmo assim vale a pena viver
Todos estes belos momentos de amor.



BETI MARTINS

Nenhum comentário:

Postar um comentário