sábado, 21 de maio de 2011

MOTIVO


EU CANTO PORQUE O INSTANTE EXISTE
E A MINHA VIDA ESTÁ COMPLETA.
NÃO SOU ALEGRE NEM SOU TRISTE:
SOU POETA.

IRMÃO DAS COISAS FUGIDIAS,
NÃO SINTO GOZO NEM TORMENTO.
ATRAVESSO NOITES E DIAS
NO VENTO.

SE DESMORONO OU SE EDIFICO,
SE PERMANEÇO OU ME DESFAÇO,
-NÃO SEI,NÃO SEI.NÃO SEI SE FICO
OU PASSO.

SEI QUE CANTO.E A CANÇÃO É TUDO.
TEM SANGUE ETERNO A ASA RITMADA.
E UM DIA SEI QUE ESTAREI MUDO:
-MAIS NADA.

CECÍLIA MEIRELES

quinta-feira, 19 de maio de 2011


UM AMIGO ME DISSE
-NÃO GUARDE NADA PARA UMA OCASIÃO ESPECIAL.CADA DIA QUE SE VIVE É UMA OCASIÃO ESPECIAL.
AINDA ESTOU PENSANDO NESTAS PALAVRAS...JÁ MUDARAM MINHA VIDA.AGORA ESTOU LENDO MAIS E LIMPANDO MENOS.SENTO-ME NO TERRAÇO E ADMIRO A VISTA SEM PREOCUPAR-ME COM AS PRAGAS.PASSO MAIS TEMPO COM MINHA FAMÍLIA E MENOS TEMPO NO TRABALHO.COMPREENDI QUE A VIDA DEVE SER UMA FONTE DE EXPERIÊNCIAS A DESFRUTAR,NÃO PARA SOBREVIVER.JÁ NÃO GUARDO NADA.USO MEUS COPOS DE CRISTAL TODOS OS DIAS.COLOCO UMA ROUPA NOVA PARA IR AO SUPERMERCADO,SE ME DÁ VONTADE.JÁ NÃO GUARDO MEU MELHOR PERFUME PARA OCASIÕES ESPECIAIS,USO-O QUANDO TENHO VONTADE.
(MENSAGEM DISTRIBUÍDA POR EMAIL)

sábado, 7 de maio de 2011

HOMENAGEM DA OFICINA RECONSTRUINDO PARA TODAS AS MÃES E QUE ESTE AMOR INCONDICIONAL SEJA ABENÇOADO A CADA DIA DE NOSSAS VIDAS...FELIZ DIA DAS MÃES!!!

VERINHA E SEUS FILHOS ÉRICO E VINICIUS!!!

Posted by Picasa

EU SILVIA COM MEUS AMORES VITINHO E ARTHUR!!!!

Posted by Picasa

MÃEZONA CRIS COM SUA FILHA LUDMILA!!!

Posted by Picasa

MAMÃE IVONETE COM O SEU PEQUENO DUDU!!!!

Posted by Picasa

MAMÃE LUCIMERE COM SUA FILHA TAMARA!!

Posted by Picasa

MAMÃE ESTELA E SEU PEQUENO MATHEUS!!!

Posted by Picasa

MÃE EULA COM SEU PEQUENO ENZO E SUAS FILHAS!!!!

Posted by Picasa

ESTELA E SUA MÃE!!

Posted by Picasa

sexta-feira, 6 de maio de 2011

ADMIRÁVEL GADO NOVO-ZÉ RAMALHO

Oooooooooh! Oooi!

Vocês que fazem parte dessa massa
Que passa nos projetos do futuro
É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais do que receber...
E ter que demonstrar sua coragem
À margem do que possa parecer
E ver que toda essa engrenagem
Já sente a ferrugem lhe comer...

Êeeeeh! Oh! Oh!
Vida de gado
Povo marcado, Êh!
Povo feliz!...(2x)

Lá fora faz um tempo confortável
A vigilância cuida do normal
Os automóveis ouvem a notícia
Os homens a publicam no jornal...
E correm através da madrugada
A única velhice que chegou
Demoram-se na beira da estrada
E passam a contar o que sobrou...

Êeeeeh! Oh! Oh!
Vida de gado
Povo marcado, Êh!
Povo feliz!...(2x)

Oooooooooh! Oh! Oh!

O povo foge da ignorância
Apesar de viver tão perto dela
E sonham com melhores tempos idos
Contemplam essa vida numa cela...
Esperam nova possibilidade
De verem esse mundo se acabar
A Arca de Noé, o dirigível
Não voam nem se pode flutuar

Não voam nem se pode flutuar
Não voam nem se pode flutuar...

Êeeeeh! Oh! Oh!
Vida de gado
Povo marcado, Êh!
Povo feliz!...(2x)