Seguidores

domingo, 17 de abril de 2011

INFÂNCIA


MEU PAI MONTAVA A CAVALO,IA PARA O CAMPO.
MINHA MÃE FICAVA SENTADA COSENDO.
MEU IRMÃO PEQUENO DORMIA.
EU SOZINHO MENINO ENTRE MANGUEIRAS
LIA A HISTÓRIA DE ROBINSON CRUSOÉ.
COMPRIDA HISTÓRIA QUE NÃO ACABA MAIS.

NO MEIO DIA BRANCO DE LUZ UMA VOZ QUE APRENDEU
A NINAR NOS LONGES DA SENZALA
E NUNCA SE ESQUECEU CHAMAVA PARA O
CAFÉ
CAFÉ PRETO QUE NEM A PRETA VELHA
CAFÉ GOSTOSO
CAFÉ BOM.
MINHA MÃE FICAVA SENTADA COSENDO
OLHANDO PRA MIM:
_PSIU...NÃO ACORDE O MENINO.
PARA O BERÇO ONDE POUSOU UM MOSQUITO.
E DAVA UM SUSPIRO...QUE FUNDO!

LÁ LONGE MEU PAI CAMPEAVA
NO MATO SEM FIM DA FAZENDA.
E EU NÃO SABIA QUE MINHA HISTÓRIA
ERA MAIS BONITA QUE A DE ROBINSON CRUSOÉ.(ANDRADE,2007,P.17)

Nenhum comentário:

Postar um comentário