terça-feira, 2 de novembro de 2010

"DOCE POEMA":UM TRIBUTO A CORA CORALINA


EU SOU O AMOR FIEL DAS COISAS SIMPLES
DAS CONVERSAS DA BRISA COM A AURORA.
OS REALCES DOS BRILHOS SEM REQUINTES
QUE HÁ NOS RUBIS DOS BRINCOS
DAS AMORAS...
E EU SOU A FLOR SERVIL DAQUELES POMOS
QUE SACIAM OS SONHOS DAS QUIMERAS,
OS FRUTOS DE VERÃO DOS MEUS OUTONOS
ENTRE O ÚLTIMO ESTIO
E AS PRIMAVERAS...
GUARDO NO CORPO DE JARDINS AGRESTES
AS LINHAS DE UM POEMA À FLOR DA PELE
ESCRITO PELAS MÃOS DO AMOR SILVESTRE
PARA QUE EM MIM O AMOR
MAIS SE REVELE...
FIZ COM SAUDADE A PONTE DA SUBIDA
DEIXEI ROSAS NA ENCOSTA DAS COLINAS.
COM COISAS SIMPLES CONFEITEI A VIDA
NA DOCE LIDA DE SER
CORA CORALINA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário